Greve em Camaçari

by / / MATÉRIAS EM TERCEIROS

Pleitos dos médicos vêm sendo ignorados pela Prefeitura

Em assembleia realizada na noite de ontem (21) na sede do Sindimed, os médicos de Camaçari que trabalham nos serviços ambulatoriais da Prefeitura decidiram, por unanimidade, paralisar novamente as atividades, agora por tempo indeterminado, a partir da próxima quinta-feira (28). Os atendimentos de emergência estarão mantidos. Os profissionais exigem, entre outros direitos, o reajuste salarial referente a 2015 e 2016 e melhores condições de trabalho. Uma nova assembleia será realizada na quinta-feira (28), às 19h30, no sindicato, para avaliar o primeiro dia do movimento.

A paralisação de 48 horas realizada nos últimos dias 12 e 13 não foram suficientes para que a Prefeitura se sensibilizasse com os pleitos dos médicos. Ao contrário, nem sequer apresentou resposta  aos ofícios encaminhados no dia 14 pelo Sindimed, com a pauta de reivindicações, mantendo atitude desrespeitosa com os profissionais e ignorando a necessidade urgente de melhorias na assistência à população.

O Sindimed manterá oferecendo suporte ao movimento dos médicos, e segue informando a população através de faixas, panfletos, carro de som e veiculação de nota em rádio de grande alcance na cidade.

 

Confira a pauta de reivindicações:

  • Piso salarial equivalente ao Piso Fenam.
  • Correção salarial imediata, com efeito retroativo, referente as perdas inflacionárias dos anos 2015/2016/2017;
  • Abertura imediata de mesa de negociação para a campanha salarial referente ao ano de 2017;
  • Incorporação imediata da parcela remuneratória “Produtividade”;
  • Destravamento dos processos administrativos de progressão e promoção do PCCV já apresentados pelos médicos;
  • Pagamento do retroativo das progressões e promoções efetivadas;
  • Criação de PCCV exclusivo para os médicos.
  • Segurança nas unidades, condições de higiene, adequação do quantitativo dos funcionários, provimento de medicamentos e equipamentos, correção do excesso de burocracia na marcação de exames e consultas, condições de acessibilidade  para os pacientes na policlínica, em especial a instalação de elevador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOP